Como monetizar aplicativos sem depender de display in-app?

O maior desafio de um negócio baseado em aplicativos é encontrar a estratégia de monetização ideal. A utilização de display e redes de anúncio programáticas são as escolhas mais comuns. Apesar de popular, a disponibilização de inventário in-app representa desafios para a maioria dos players.


Exemplos de formatos - Push Notifications

O desafio principal é a dependência desse modelo, que representa muitas vezes o único fluxo de receita dos aplicativos. Embora a receita possa inicialmente parecer forte, a falta de diversidade de demanda pode significar problemas a longo prazo. Além da flutuação de demanda e os desafios de fill rate, a falta de controle sobre as campanhas também representa um risco. Como muitos parceiros de demanda se concentram em campanhas focadas em download de aplicativos, os publishers que trabalham com esses parceiros podem descobrir que a maioria dos anúncios exibidos em seus aplicativos é de natureza competitiva, fomentando aos usuários que baixem aplicativos semelhantes aos seus. O problema aqui é óbvio: quanto mais um app estimula a instalação de aplicativos, mais ele direciona seu tráfego para experiências fora do seu app. Com o tempo, a receita de anúncios de curto prazo não vale a rotatividade de usuários em potencial. Além disso, a qualidade dos anúncios e tipos de formatos podem criar atrito com os usuários e estimular a desinstalação do app.

Um aplicativo excessivamente dependente de um único tipo de monetização se torna mais vulnerável às mudanças do mercado. Então, diversificar as estratégias de monetização é fundamental para a saúde do negócio. Abaixo você encontra algumas alternativas à publicidade display para testar no seu aplicativo.


1. Push Notification


O uso de push para engajamento com o app já é bastante difundido no mercado, a novidade aqui seria o estímulo do conteúdo do push atrelado à publicidade, estratégia similar aos publiposts e conteúdos patrocinados. O uso de novos formatos de push ajudam bastante nessa estratégia.



O push com imagem e com carrossel de imagens permite uma comunicação rápida e direta com os usuários, o que é perfeito para breaking news associadas a campanhas que exigem ação rápida, por exemplo. Os formatos também funcionam muito bem para expor ofertas de produtos visualmente atrativos, como carros, pacotes de viagens, refeições e produtos de beleza.


Se você é um aplicativo de mobilidade, por exemplo, por que não atrelar o conteúdo do seu push notification a indicações de locais próximos ao seu usuário onde ele pode parar para aproveitar o desconto em uma refeição? Se você é um e-commerce o uso de push com imagens tem peso duplo: estimular a compra do portfólio do app e promover ofertas patrocinadas.


+ Trabalhar segmentações específicas na entrega do push garante ofertas aderentes ao perfil de cada usuário e faz o app ser visto como um fornecedor de benefícios pelos usuários.



> Quer saber mais sobre como segmentar campanhas de push?



2. Big Data Analytics


Muito usado no mundo não-mobile, a monetização do comportamento de navegação e interesse da audiência via cookies não é novidade. Também não é novidade a dificuldade de DMPs tradicionais trabalharem com dados de apps, onde os cookies não trafegam. Para monetizar o comportamento da sua audiência primeiro você precisa encontrar um parceiro que possua tecnologia para trabalhar com aplicativos e possibilidade de entregar segmentações específicas para o mundo mobile.


Se o seu app possui prerrogativa para coleta de geolocalização, por exemplo, várias segmentações comportamentais são possíveis: restaurante mais visitado, shopping predileto, intenções de compra, etc. A navegação in-app também permite a categorização de afinidades e interesses, se você é um app focado na venda ou aluguel de automóveis, entender por qual tipo de carro um cluster de usuários estaria interessado tem muito valor.


Todas essas possibilidades criam um enorme diferencial para o uso de análise de dados no mundo mobile.


+ Não se esqueça do opt-in! A coleta e o uso dos dados devem sempre ser comunicados e autorizados pelo seu usuário.       


> Quer saber mais sobre como tornar seu aplicativo um player de Big Data?


3. White Label


Projetos de novos negócios focados em potencializar o alcance da tecnologia ou conteúdo do seu app também podem ser uma ótima fonte de receita. Essa solução pode ser viabilizada em parceria com empresas que tenham uma intersecção com o segmento do seu app ou com parceiros que garantam expansão do alcance geográfico para o app.


> Saiba como viabilizar seu app com um White Label de Operadoras de telefonia com a Hands.




MDM by Hands Mobile for Apps:

Transforme seus aplicativos em grandes players de Big Data fornecendo dados, análises e serviços em Mobile Behavior. Conheça a solução Hands Mobile para Aplicativos.

197 visualizações

R. Gumercindo Saraiva, 82

Jardim Europa | São Paulo - SP

CEP: 01449-070

Brasil

+55 (11) 4858-1232

marketing@hands.com.br

.Hands

.Blog

.Redes sociais

  • Facebook
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Vimeo Ícone
  • Instagram
  • Grey Spotify Ícone

© 2019 by Hands Mobile Data Driven Experience